Seu guia de informações e entretenimento nos bairros
Cursino, Ipiranga, Saúde e Sacomã
Você nunca sabe a força que tem. Até que a sua única alternativa é ser forte
Johnny Depp
São Paulo, 19 de Agosto de 2019
Notícias Colunas & Colunistas Giro do Ciranda Em Outros Bairros Atualidades
Realismo Fantástico em Saramandaia

Na última quinta-feira, dia 29/08, encerrou-se o ciclo de palestras referentes ao realismo fantástico promovido pela Rede Globo, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP).

Por iniciativa do programa Globo Universidade, o tema realismo fantástico, que permeia as noites de terça a sexta, com o retorno da novela Saramandaia, foi posto em cheque. Através de uma longa conversa, Ricardo Linhares, autor da atual versão, falou sobre a trama e a total influência de Dias Gomes na composição dos atuais personagens, justificando a inserção da história no contexto dos dias de hoje.

Também participaram da mesa de debates Mauro Alencar, mestre e doutor em Teledramaturgia Brasileira e a professora Ana Lúcia Trevisan, atualmente professora da Universidade Mackenzie. A mediação deste seminário foi realizada pelo escritor e jornalista Edney Silvestre da Globo News.

Segundo Ricardo, Dias Gomes escreveu Saramandaia devido à censura dos anos de chumbo, em relação, a sua trama Roque Santeiro, que foi proibida de ser transmitida. Mesmo com todos os olhos sobre Dias, de maneira espetacular ele dribla esse bloqueio, mascarando suas críticas em relação ao contexto ditatorial pelo qual o país passava.

Dona Redonda, mais do que uma simples gorda que explodia no capítulo 23 da trama inicial, representa a bomba atômica sobre a cabeça brasileira, a censura corrosiva que pairava sob nosso país. Ricardo tentou prolongar sua estada na novela, mesmo porque uma atriz como Vera Holtz, segundo ele mesmo, não é uma atriz para ser descartada tão facilmente.

Em relação a Zico Rosado, personagem vivido por José Mayer, Ricardo adianta que será preso por corrupção devido ao chamado ?mesadão?, inspirado no fenômeno mesaleiro pelo qual o país passou.

João Gibão, por sua vez, na obra de Dias representava a liberdade em relação a toda a repreensão dos anos de chumbo, revelando ao fim suas asas. Ricardo, nesta nova versão optou em deixar bem explicado, desde o início, o possuir de asas por tal personagem e completou afirmando que o mesmo terá um destino diferente do adotado por Dias trama original.

Ricardo também adianta que a explosão de Dona Redonda está marcada para há próxima quinta-feira (dia 5), e que ao fim haverá o casamento de Risoleta e professor Aristóbulo.

Nomes como Gabríel García Marquez também comporam esse contexto fantasioso, tendo seu livro "Cem anos de solidão" como um dos precursores desse movimento.

Ao fim, Ricardo completa que Saramandaia é uma mistura do Brasil. Isso ajuda a essa abordagem ampla da trama, que vem, assim, a agradar todos os públicos.

Este foi o terceiro dos encontros para a abordagem desse universo fantástico Saramandista, os três farão parte do próximo Caderno do Globo Universidade. Espero que tenham gostado!

Um Forte Abraço

E até a próxima!!!!


Vinícius Bernardes Mondin Guidio
(vguidio@ig.com.br)

Vinícius Bernardes Mondin Guidio - tem 15 anos, é estudante, adora ler e escrever, gosta de português, literatura e tudo o que é relacionado a área de humanas.

Escreve crônicas para o jornal Gazeta do Belém e também adora observar o cotidiano e as gafes alheias, para depois relatá-las em seus textos.

Contato: vguidio@ig.com.br

Share |
Vitrine do Ciranda

O seu guia de produtos e serviços da região.

Acompanhe!
Publicidade
®2010 Ciranda No Bairro. Sistema por whiteRABBIT.